Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

riscos_e_rabiscos

.

.

Eu e as Camionetas e as Camionetas e Eu!

 

Mas quem é que me manda a mim não conduzir?! Sim… Porque é que eu não arranjo coragem para pegar no carro?! Parva mais parva não há…!

 

Hoje ia mandando um espalhanço na camioneta que até ia parar ao banco traseiro do carro que vinha atrás! Queria só ver!

À hora que eu saio do colégio, muitas vezes apanho este motorista: gordo, brutinho e com a mania que é esperto. Ah, e sempre atrasado no horário. Gajo!

 

Na paragem estou sempre com o nariz de fora à espera de ver a cmioneta para fazer sinal senão não param. Assim que a vi, estiquei o braço. Geralmente, a camioneta faz sinal e abranda. Hoje não… o motorista vinha a dar-lhe gás e fazer sinal, nem em sonhos! Os outros que adivinhassem!

 

Conforme entro, o gajo parece que pôs prego a fundo no acelerador ou então enfiou-lhe alguma mudança errada… a camioneta prega-me um soluço e acelera de repente. Só me vi a voar… Senti-me o Harry Potter nas suas primeiras experiências com a vassora. Não me consegui agarrar a lado nenhum, sai disparada pelo longo corredor afora e, milagrosamente, aterrei num dos piores bancos que existem na camioneta. Já não me mexi dali.

 

O pessoal ficou todo espantado a olhar para mim. Para rematar só disse entredentes “estúpido!”. Só a mim…

 

12 comentários

Comentar post